Viver no Senhor – Um blog a serviço da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo, a Igreja Católica Apostólica Romana. – – – Sejam Todos Bem-Vindos! Quando neste blog é falado, apresentado algo em defesa da Igreja, contra o protestantismo, é feito com um fundo de tristeza ao ver que existem "cristãos" que se levantam contra a única Igreja edificada pelo Senhor Jesus no mundo. Bom seria se isto não existisse, a grande divisão cristã. Mas os filhos da Igreja têm que defendê-la. Saibam, irmãos(ãs), que o protestantismo, tendo que se sustentar, se manter, se justificar, terá que ser sempre contra a Igreja católica (do contrário não teria mais razão de sê-lo) ainda que seja pela farsa, forjar documentos, aumentar e destorcer fatos (os que são os mais difíceis para se comprovar o contrário pelos cientistas católicos, pois trata-se de algo real, mas modificado, alterado para proveito próprio.) E tentarão sempre atingir a Igreja na sua base: mentiras contra o primado de São Pedro, contra o Papa e sua autoridade, contra o Vaticano, contra a sua legitimidade, etc, etc. São, graças a Deus, muitos sites católicos que derrubam (refutam) estas mentiras, provando o seu contrário, bastando portanto se fazer uma pesquisa séria, por exemplo, com o tema: cai a farsa protestante, refutando o protestantismo, etc. O Espírito Santo jamais abandona sua Igreja. Que saibamos, por este Espírito, amar aos protestantes que não participam destas ações malignas, e aos que se incumbem destas ações, os inimigos da Igreja, que saibamos, ainda que não consigamos amá-los o bastante, ao menos respeitá-los, em sua situação crítica perante Jesus e desejar a eles a conversão e a Salvação de Nosso Senhor Jesus. "Se soubéssemos verdadeiramente o que é o inferno, não o desejaríamos ao pior inimigo".

 Fiel Católico
 
RECEBEMOS recentemente o pedido de orientação de um nosso leitor, – o qual não terá o seu nome divulgado, – querendo saber sobre a posição da Igreja quanto à adesão de católicos a uma tal “corrente dos Arcanjos”, da qual consta a invocação a certos “anjos” que não são reconhecidos pela Igreja e não constam da Sagrada Escritura e nem da tradição cristã.
 
Acreditando que esse assunto (adesão de católicos a rituais, orações e práticas estranhas à doutrina cristã) seja do interesse de outros leitores, achamos por bem compartilhar nossas orientações. Que sejam úteis:
 
Eis aí um grande problema dos chamados “católicos mornos”, que pensam mais ou menos assim: “Sou católico(a), mas não vejo problema em experimentar essa pequena magia que estão me recomendando.”… “Sou católico(a), mas não vejo problema em ir ao centro espírita, de vez em quando.”… “Sou católico(a), mas não vejo problema em acreditar nesta ‘simpatia’ que estão me recomendando.”… São estes que comprometem e mancham a imagem dos verdadeiros fiéis católicos, pois os adeptos de outras religiões vêem seu mal exemplo e pensam que é a Igreja Católica que ensina a agir assim.
 
Na verdade, a tal “corrente dos Arcanjos” é pura prática de magia, a chamada “magia branca”, que pretende manipular forças e “entidades” da natureza em troca de favores pessoais. As invocações incluem “Uriel” e “Metatron”, crença em anjos que têm origem no misticismo judaico e são utilizados em práticas ocultistas. Atenção: a prática de rituais como esse, segundo a doutrina católica, é pecado mortal. Diz o seguinte, a esse respeito, o Catecismo da Igreja Católica:
 
“É pecado mortal o que tem por objeto uma matéria grave, e é cometido com plena consciência e de propósito deliberado. A matéria grave é precisada pelos dez Mandamentos, segundo a resposta que Jesus deu ao jovem rico: ‘Não mates, não cometas adultério, não furtes, não levantes falsos testemunhos, não cometas fraudes, honra pai e mãe’ (Mc 10, 18). A gravidade dos pecados é maior ou menor: um homicídio é mais grave que um roubo. A qualidade das pessoas lesadas também entra em linha de conta: a violência cometida contra pessoas de família é, por sua natureza, mais grave que a exercida contra estranhos. Para que o pecado seja mortal tem de ser cometido com plena consciência e total consentimento. Pressupõe o conhecimento do carácter pecaminoso do acto, da sua oposição à Lei de Deus. E implica também um consentimento suficientemente deliberado para ser uma opção pessoal. A ignorância simulada e o endurecimento do coração (97) não diminuem, antes aumentam, o carácter voluntário do pecado. (…) O pecado cometido por malícia, por escolha deliberada do mal, é o mais grave. O pecado mortal é uma possibilidade radical da liberdade humana, tal como o próprio amor. Tem como consequência a perda da caridade e a privação da graça santificante, ou seja, do estado de graça. E se não for resgatado pelo arrependimento e pelo perdão de Deus, originará a exclusão do Reino de Cristo e a morte eterna no Inferno, uma vez que a nossa liberdade tem capacidade para fazer escolhas definitivas, irreversíveis. No entanto, embora nos seja possível julgar se um acto é, em si, uma falta grave, devemos confiar o juízo sobre as pessoas à justiça e à misericórdia de Deus.” 
(CIC §1857 – §1861)
 
Assim, alguns dos principais pecados mortais são: a prática sexual fora do casamento, os atos homossexuais, a prática de magia, a blasfêmia, o maltrato aos pais, o roubo, o assassinato, a calúnia e outros relacionados (10 Mandamentos).
 
“Conheço as tuas obras: não és nem frio nem quente. Quisera que fosses frio ou quente! Mas, como és morno, nem frio nem quente, vou vomitar-te.” (Ap 3,16)
 
Se alguém tem o desejo de pedir a intercessão e a proteção dos santos anjos, é louvável, mas que faça do jeito certo, conforme orienta a santa Igreja Católica, que é “a coluna e o fundamento da Verdade” para todo cristão (1Tm 3,15). Publicamos abaixo uma bela e piedosíssima sugestão: a Coroa de São Miguel Arcanjo, que é o Príncipe da Milícia Celeste:
Coroa Angélica de São Miguel Arcanjo
 
Esta devoção foi ensinada e pedida pelo próprio Arcanjo Miguel à religiosa carmelita portuguesa Antónia de Astónaco, em Portugal. A devoção passou para outros países, foi aprovada por bispos e até pelo Santo Papa Pio IX, que a enriqueceu de indulgências, a 8 de Agosto de 1851. Abaixo, o método para rezar:
 
Dedicação:
DEUS vinde em nosso auxílio.
SENHOR socorrei-nos e salvai-nos.
Glória ao Pai, ao Filhos e ao Espírito Santo,
assim como era no princípio, agora e sempre, por todos os séculos dos séculos.
Amém.
 
Primeira Saudação:
Pela intercessão de São Miguel e do coro celeste dos Serafins, fazei-nos SENHOR dignos do fogo da perfeita Caridade.
(Um PAI-Nosso – Três Aves-Maria)
 
Segunda Saudação:
Pela intercessão de São Miguel e do coro celeste dos Querubins, pedimos SENHOR a graça de trilharmos a estrada da perfeição cristã.
(Um PAI-Nosso – Três Aves-Maria)
 
Terceira Saudação:
Pela intercessão de São Miguel e do coro celeste dos Tronos, pedimos SENHOR que nos deis o espírito da verdadeira humildade.
(Um PAI-Nosso – Três Aves-Maria)
 
Quarta Saudação:
Pela intercessão de São Miguel e do coro celeste das Dominações, pedimos ao SENHOR nos conceda a graça de dominar nossos sentidos, e de nos corrigir das nossas más paixões.
(Um PAI-Nosso – Três Aves-Maria)
 
Quinta Saudação:
Pela intercessão de São Miguel e do coro celeste das Potestades, pedimos ao SENHOR se digne de proteger nossas almas contra as ciladas e as tentações de Satanás e dos demônios.
(Um PAI-Nosso – Três Aves-Maria)
 
Sexta Saudação:
Pela intercessão de São Miguel e do coro celeste das Virtudes, pedimos ao SENHOR a graça de sermos vencedores no perigoso combate das tentações.
(Um PAI-Nosso – Três Aves-Maria)
 
Sétima Saudação:
Pela intercessão de São Miguel e do coro celeste dos Principados, pedimos ao SENHOR que nos dê o espírito de uma verdadeira e sincera obediência a Ele.
Um PAI Nosso … Três Ave Marias …
 
Oitava Saudação:
Pela intercessão de São Miguel e do coro celeste de todos os Arcanjos, pedimos ao SENHOR nos conceda o dom da perseverança na Fé e nas boas obras, a fim de que possamos chegar a possuir a glória do Paraíso.
(Um PAI-Nosso – Três Aves-Maria)
 
Nona Saudação:
Pela intercessão de São Miguel e do coro celeste de todos os Anjos, pedimos ao SENHOR que estes espíritos bem-aventurados nos guardem sempre, principalmente na hora da nossa morte, e nos conduzam à glória do Paraíso.
(Um PAI-Nosso – Três Aves-Maria)
 
No final reza-se nas quatro contas grandes:
Um PAI Nosso em honra de São Miguel Arcanjo
Um PAI Nosso em honra de São Gabriel
Um PAI Nosso em honra de São Rafael
Um PAI Nosso em honra do nosso Anjo da Guarda
 
Termina-se rezando a antífona: 
Glorioso São Miguel, chefe e príncipe dos exércitos celestes, fiel guardião das almas, vencedor dos espíritos rebeldes, amado da Casa de DEUS, nosso admirável guia depois de Cristo; vós, cuja excelência e virtudes são eminentíssimas, dignai-vos livrar-nos de todos os males, nós todos que recorremos a vós com confiança, e fazei pela vossa incomparável proteção que nos adiantemos, cada dia mais, na fidelidade em servir a DEUS.
Amém.
 
– Rogai por nós, ó bem-aventurado São Miguel, príncipe da Igreja de Cristo.
– Para que sejamos dignos de Suas promessas.
 
Oração: DEUS, Todo Poderoso e Eterno, que por um prodígio de bondade e misericórdia para a salvação dos homens escolhesses para príncipe de vossa Igreja o gloriosíssimo Arcanjo São Miguel, tornai-nos dignos, nós Vo-lo pedimos, de sermos preservados de todos os nossos inimigos, a fim de que na hora de nossa morte nenhum deles nos possa inquietar, mas que nos seja dado de sermos introduzidos por ele na presença da Vossa poderosa e Augusta Majestade, pelos merecimentos de Jesus Cristo, Nosso Senhor.
 
Amém!
 
Título Original: A “corrente dos Arcanjos”, a autêntica devoção aos Santos Anjos e a Coroa Angélica de S. Miguel Arcanjo
 
 
Site: Fiel Católico
Editado por Henrique Guilhon

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: