Viver no Senhor – Um blog a serviço da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo, a Igreja Católica Apostólica Romana. – – – Sejam Todos Bem-Vindos! Quando neste blog é falado, apresentado algo em defesa da Igreja, contra o protestantismo, é feito com um fundo de tristeza ao ver que existem "cristãos" que se levantam contra a única Igreja edificada pelo Senhor Jesus no mundo. Bom seria se isto não existisse, a grande divisão cristã. Mas os filhos da Igreja têm que defendê-la. Saibam, irmãos(ãs), que o protestantismo, tendo que se sustentar, se manter, se justificar, terá que ser sempre contra a Igreja católica (do contrário não teria mais razão de sê-lo) ainda que seja pela farsa, forjar documentos, aumentar e destorcer fatos (os que são os mais difíceis para se comprovar o contrário pelos cientistas católicos, pois trata-se de algo real, mas modificado, alterado para proveito próprio.) E tentarão sempre atingir a Igreja na sua base: mentiras contra o primado de São Pedro, contra o Papa e sua autoridade, contra o Vaticano, contra a sua legitimidade, etc, etc. São, graças a Deus, muitos sites católicos que derrubam (refutam) estas mentiras, provando o seu contrário, bastando portanto se fazer uma pesquisa séria, por exemplo, com o tema: cai a farsa protestante, refutando o protestantismo, etc. O Espírito Santo jamais abandona sua Igreja. Que saibamos, por este Espírito, amar aos protestantes que não participam destas ações malignas, e aos que se incumbem destas ações, os inimigos da Igreja, que saibamos, ainda que não consigamos amá-los o bastante, ao menos respeitá-los, em sua situação crítica perante Jesus e desejar a eles a conversão e a Salvação de Nosso Senhor Jesus. "Se soubéssemos verdadeiramente o que é o inferno, não o desejaríamos ao pior inimigo".

A Igreja e seus dois mil anos

Voz da Igreja
 
Não existe, em toda a história da humanidade, instituição que tivesse duração tão longa quanto a Igreja Católica. Estudando a História, vemos que todos os grandes impérios surgiram, cresceram e depois de algum tempo desapareceram: assim foi a era dos grandes faraós do Egito, o poderoso império romano, o império mongol, o assírio, o persa… Todas essas grandes instituições humanas surgiram com muita força, prosperaram… e desapareceram. Mas a Igreja, desde que nasceu, há dois mil anos, instituída por Jesus Cristo, continua crescendo e se fortalece cada vez mais.
 
O Anuário Pontifício de 2013, apresentado ao Papa Francisco em maio deste ano, mostra que a Igreja Católica cresce em todo o mundo, agora sobretudo na África e na Ásia, continentes em que o Evangelho de Jesus, até há poucas décadas, ainda era pouco conhecido e proclamado. Em 2010, eram 1 bilhão e 196 milhões de católicos no mundo; em 2011, 1 bilhão e 214 milhões: isso representa um aumento de 1,51%, crescimento superior ao da população mundial (1,23%), o que prova que a presença de católicos no mundo continua aumentando. Esse crescimento constante, em dois mil anos de história, é algo que nunca aconteceu, em nenhuma outra época, em toda a História!
 
Pela fé que professamos, cremos que isso acontece porque a Igreja não é apenas uma instituição humana, como algum grande império ou sociedade do passado: a Igreja é o Corpo Místico de Nosso Senhor Jesus Cristo (CIC §771), e este é um grande mistério. Mistério porque a Igreja é ao mesmo tempo humana e divina. Da parte humana podem surgir falhas, porque os filhos da Igreja também estão sujeitos ao erro. Mas há um Fundamento divino que não deixa que a Igreja se perca, que ensine errado, que se desvie da fé autêntica. Os modos de interpretar a fé podem ter mudado com o passar dos séculos, mas a essência dessa fé não muda jamais, pois está fundamentada sobre a rocha firme que é o Evangelho.
 
A Igreja é a reunião de todos os batizados em Cristo. Cada pessoa, ao ser batizada, é como se fosse enxertada num mesmo Tronco, e esse Tronco é o Corpo do Senhor. Em jardinagem, quando se enxerta uma muda num tronco, a seiva daquela árvore, isto é, a vida da árvore maior, passa a alimentar aquela pequena muda, que ganha força e cresce, até frutificar. Da mesma maneira são os cristãos na Igreja de Cristo. Jesus instituiu sua Igreja para continuar a sua obra na face da Terra. Podemos dizer que a Igreja é, de alguma forma, o braço estendido e prolongado do Cristo no mundo e na história: onde a Igreja chega, com a sua fé, suas obras, sua história, chega Cristo.
Os grandes Padres da Igreja, como São Basílio, São Gregório de Nissa, que foram gigantes dos primeiros séculos, diziam que “onde está Pedro (o Papa) está a Igreja, e onde está a Igreja está Jesus Cristo”. A Igreja, assim, cumpre a missão que o Senhor lhe deu, de levar o Evangelho a todos os lugares, em todos os tempos, até que Ele volte.
 
A história da Igreja não é uma história só de coisas bonitas, porque ela não é formada somente por santos, mas também por pecadores. Mesmo assim, a história da humanidade mostra que a Igreja, onde chegou, soube construir uma civilização mais justa do que aquela que existia antes dela: levou o progresso às nações; instituiu a caridade; evangelizou ao povos bárbaros, extinguiu seitas que praticavam o sacrifício humano… Houve também um lado negativo, de filhos da Igreja que não souberam viver o Mandamento do Senhor na prática. Existiram, sim, sombras, mas é fácil notar que as luzes superam essas sombras, e as superam de longe. E até mesmo essas sombras nos levam a fortalecer a nossa fé, pois cremos que foi da Vontade do Senhor que a história da Igreja se desse por meio de dificuldades e lutas.
 
Mas é interessante notar que toda vez que tudo indicava que a Igreja iria perecer em meio às dificuldades, perseguições, heresias de clérigos infiéis… Todas as vezes em que a situação ficou difícil, a Igreja novamente renasceu, e nunca deixaram de surgir santos e heróis, grandes homens e mulheres que não deixaram a fé morrer. Depois de cada inverno, houve sempre uma primavera de luz e cores; depois de cada noite escura, nasceu um novo dia ensolarado na rota da Barca de Pedro, que é a Casa de Deus, a Igreja Santa, como diz um antigo hino da Igreja:
 
“Reunidos em torno dos nossos pastores… Professando todos uma só fé… Armados com a força que vem do Senhor… Sob o impulso do Espírito Santo… Com nossas irmãs e irmãos nos claustros… Com os nossos irmãos sofredores… Com os padres que sobem ao Altar… Com os padres que partem em missão… Nós iremos a Ti! Igreja Santa, Templo do Senhor ! Glória a Ti, Igreja Santa, ó cidade dos cristãos! Que Teus filhos hoje e sempre vivam todos como irmãos!”(Hino da Igreja – Canto de entrada para ocasiões especiais, como visita do Bispo diocesano, Crisma, ordenações, dedicação de uma igreja, beatificação e outros).
 
Título Original: Dois mil anos de Igreja
 
 
Site: Voz da Igreja
Editado por Henrique Guilhon

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: